Viver em Singapura #1

Desde que decidimos sair de Portugal, e a partir do momento que surgiu a oportunidade de vir viver para Singapura, nunca, em nenhum momento, pensámos em voltar atrás com a nossa decisão.
 É engraçado, pois durante toda a minha vida, sempre tive dificuldade em tomar decisões ( quem me conhece, sabe bem do que falo). Qual o curso que deveria escolher, se devia mudar de emprego, se devia mudar de casa, se devia mudar de carro,se, se, se...
Mas mudar para o outro do lado do mundo, não me pareceu um decisão difícil. Parece que simplesmente surgiu na altura certa, na hora H, não só porque Portugal está a atravessar por uma crise económica grande, mas porque simplesmente queria mudar de vida! E quando digo que queria mudar de vida, não posso dizer que estava infeliz, pois sempre tento ser feliz com aquilo que a vida me dá ( uns dias melhores e outros piores), mas no fim do dia e feitas as contas, passava pouco tempo com os meus filhos e isso sim, tornava os meus dias cada vez mais cinzentos! Adoro ser mãe, e esse é o meu papel principal. 
Quando engravidei do Bruninho, a minha amiga Helena ( não sei se ela se lembra;)) disse-me algo que nunca mais me esqueci: uma mulher que trabalha não consegue ser perfeita em todos os pápeis que desempenha, existe sempre um que fica para trás. E é verdade, é dificil conseguir-se ser uma boa profissional, uma boa mãe, uma boa dona de casa, uma boa esposa e uma boa amante! O máximo que conseguimos, é ser medianos e em algumas coisas mediocres. Obviamente, que tem que se encontrar um ponto de equilibrio, e claro que cada caso é um caso! Continuo a achar que a sociedade é muito exigente com a mulher!
Estou somente a falar da minha situação e como pela primeira vez na minha vida consegui tomar uma decisão tão facilmente. Sabendo que iria deixar toda a família e amigos e que iria para um país asiático, com uma língua diferente, costumes diferentes e com duas crianças pequenas.
Mas quisemos aproveitar esta chance que a vida nos deu, pois podia nunca mais acontecer!
Do outro lado do mundo, encontrei um país completamente diferente do meu, tento adaptar-me todos os dias, mas obviamente que as comparações estão a toda a hora e a todo momento. Tanto as positivas como as negativas. 
A primeira atitude de um verdadeiro emigrante é: em terra de romanos, sê Romano!

O que acham do meu vestido comprado na Little India?

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Pão de Alho

Pão Doce

Pataniscas de bacalhau no forno